Pular para o conteúdo principal

Encontro cultural Afro Barsileiro - Belém




Aconteceu no último dia 28 de novembro,no Instituto de Arte do Pará, o último encontro cultural afro barsileiro em parceria com a Mana Mani e a Roda de Hera, na cidade de Belém, em homenagem ao mês da consciência negra.
A proposta focou a apresentação da pesquisa realizada pelo professor Carlos Ujhama, baseando-se na dança afro soteropolitana.

Numa temporada de 5 meses, Ujhama pode realizar encontros, palestras, debates e pesquisa sobre a cultura popular brasileira afro descendentes. Trilhando caminhos que passaram desde a cultura afro amazônica e afro soteropolitana ao dito erudito contemporaneo, classico e moderno da dança técnica acadêmica.

O primeiro trabalho foi realizado no II° Seminario de Pesquisa em Dança, promovido pela escola de teatro e dança da UFPA - organizado pela coordenadora dos curso de pós graduação Giselli Guilhon, onde foi apresentado a alunos da escola a dança e tecnica afro soteropolitana.


A mesma proposta fez parte da décima edição do Eidap - Encontro Internacional de dança do Pará - promovido pelo Centro de Dança Ana Unger. Uma escola de referencia e tradição na dança clássica da cidade. Com participação de Jomar Mesquita e Juliana Macedo, Pricila Yokoi, Cia. Brasileira de Danças Clássicas, Guivalde Almeida, Pámella Vallim, Jean Gama entre outros.



A partir daí as atividades em parceria com centros de formação e grupos culturais foram cada vez mais forte.
Grato a todos pelo carinho e respeito! E, muito muito abrigado pelos ensinamentos...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS PRETOS NÃO LÊEM!

Sociedade:
OS PRETOS NÃO LÊEM!
em 22 de Março de 2007 - 09:56 Linux - USA

O lado triste deste artigo é que a sua essência é verdadeira.
De fato, a verdade dói!
Eu espero que isso possa criar uma motivação para que mais “pretos” não somente no senso étnico, identitàrio, cultural, religioso, filosófico, econômico, educacional, político, empresarial, artístico e todos os outros sentidos possam ir para frente, fazendo progresso reais.
Carlos Ujhama – AFROSSà Cia. De Danças Populares da Bahia.

- Chris Rock, um comediante negro disse, "os pretos não lêem".
Não deixem de ler esse artigo é muito interessante.
Para muitos dentre vós que escutaram o artigo que Dee Lee léu uma manhã nas ondas de uma
estação de rádio de NY. Para os que não escutaram, este artigo toca profundamente.
Um artigo pesado e escrito por um caucasiano (um branco).

- Os negros não lêem e continuam a ser nossos escravos. Nós podemos
continuar a escolher proveito dos negros sem esforço físico de nos…

Afrossa’ – BDC – Afrobrazilian wokshop dance & percussion

EN/

AFROSSA’ – BDC– Afrobrazilian workshop "DANCE & PERCUSSION".
24 – 25 November – Spazio Seme (Tuscany, Arezzo IT).

This workshop is a part of PROGRAM | ART OF MOVEMENT - 10 days
http://www.spazioseme.com/program-art-of-movement-10-days/

Dance Workshop with:
- Carlos Ujhama, Salvador/BA (popular dances and technique) 
- Ana Estrela, Salvador/BA (symbology and dance of the orixás, samba de roda)

Percussion workshop with:
- Neney Santos, Salvador/BA (ringtones and candomblé rhythms, percussion technique)
- Anderson do Samba (DNA do Samba Reggae)

Saturday: 15.00 – 18.00 (dance and percussion) | 18.30 – 21.00 (dance and percussion)
Sunday 10.00 – 13.00 (dance and percussion) | 15.00 – 18.00 (dance and percussion)

"Brazilian party only for participants of PROGRAM | ART OF MOVEMENT"

Fee: – 110 euro – (vegetarian food, lots of dancing and percussion ... included!)
Only percussion workshop:– 70 euro – (vegetarian food and Brazilian party ... included!)

It is a dance training program…

AFROSSá BDC - Salvador/BA 2018.

Certificação Internacional em Danças Populares da Bahia, com reconhecimento do Conselho Internacional de Dança CID/UNESCO.

AFROSSÁ – BDC é um programa de desenvolvimento nas danças, expressões e manifestações populares afro-brasileiras, reconhecido em mais de 150 países, em todo o mundo.

O “Brasil Dance Concepts”é regulamentado pelo Conselho Internacional de Dança CID/UNESCO, que ofereci ao final de cada modulo, um certificado de nível internacional reconhecido por escolas, centros culturais, associações e companhias de dança em mais de 155 países, em todo o mundo.

As atividades serão coordenadas pelo Prof. Carlos Ujhama, diretor e fundador do IABACE, primeira organização cultural afro-brasileira brasileirareconhecida pelo Conselho Internacional de Dança CID/UNESCO.

INVESTIMENTO:
Programação completa R$ 400 reais (20 horas/aula)
Aula avulsa: R$ 60 reais (2 horas/aula)

*INSCRIÇÃO NO LOCAL, 30 minutos antes do inicio da atividade.

---------------------------------------

Para participar do Progra…