Pular para o conteúdo principal

Outubro, Novembro e Dezembro...2010.

De belas jornadas e novas conquistas...
É assim que lembraremos desse ultimo trimestre de 2010!

No mês de outubro, a parceria realizada entre o Prof Carlos Ujhama e funcionários da Casa Civil de Salvador, renderam dois maravilhosos encontros: o primeiro, no dia do servidor publico, na Sede da Casa Civil, localizada no CAB - Centro Administrativo da Bahia; e o segundo, finalizando uma jornada de trabalhos de todas as repartições da Casa Civil, realizado no Salão Nobre do D`Ville Hotel, no dia 27 de Outubro. O processo de integração através da dança e da música, apresentado por Ujhama foi recebido e elogiado por todos:

"Prezado Professor Carlos Ujhama,

Vimos através desta, agradecer pela parceria firmada mais uma vez com esta Casa Civil através da participação do 5º Encontro DG, no dia 27/11/2010.

Salientamos que a sua presença contribuiu de forma significativa para o sucesso do nosso encontro. Parabenizamos pela interação e condução da atividade proposta no evento.

Externarmos o nosso apreço pela atenção e apoio que nos foi dispensado.

Atenciosamente,

Coordenação de Desenvolvimento de Pessoas - CDP
CASA CIVIL"













Em novembro, comemorando o mês da Consciência Negra, demos inicio as atividades no Conjunto da Casa do Benin: um dos mais importantes centros culturais da cidade de Salvador, que tem como tema central em suas obras a temática negra.
Esse, sem duvidas, foi um passo mercante do ano de 2010, pois o apoio recebido por este importante Centro Cultural tornou possível a formatação do novo elenco da AFROSSá Cia. Contemporânea de Intervenção Urbana.
Reconhecida pelo Governo do Estado da Bahia como uma das manifestações Populares e Identitárias da cidade de Salvador, a AFROSSá agradeci a todos os parceiros que contribuíram para esse reconhecimento.

Ainda no mês de novembro, colaboramos com o desenvolvimento da Cia. GENESSIS, dirigida por Mestre KING. Auxiliando o elenco formado por jovens da cidade de Salvador em seu novo espetaculo OPAXORÔ, e na montagem coreográfica, ainda em processo, para o ano de 2011.

Além da atuação no encerramento das atividades da Escola de Dança da FUNCEB, como projeto Guarda-Chuva, que levou alunos dos cursos profissionalizante, preparatório, livre, grupos residentes e grupos convidados a se apresentarem no palco principal do Teatro Vila Velha, do dia 06 ao dia 08 de dezembro. Com o trabalho "GREGORIANO", sob direção e coreografia de mestre KING, alunos do curso livre em dança moderna apresentaram-se no dia 07, para conclusão do ano letivo da Escola de Dança da FUNCEB.

Organizamos uma pequena bagagem e partimo rumos a cidade de Paulo Afonso, extremo norte da Bahia, nos dias 08 e 09 de dezembro, para iniciarmos a capacitação e montagem coreográfica em parceria ao Ponto de Cultura ARTE NO PONTO. Deixamos aqui a nossa gratidão pela confiança e um muito obrigado aos nossos amigos e parceiros por terem criado a possibilidade da difusão e informação do AFROSSá no Ponto de Cultura ARTE NO PONTO. O trabalho apresentado levou a turma a exaustão e a novas descobertas. Histórias, mitos, lendas e, novas processos de como apresentar a cultura negra do Brasil e da África, foram mostradas para um número significante de jovens interpretes da cidade de Paulo Afonso.













Muito obrigado amigos, parceiros e todos aqueles que mantém viva a possibilidade de elevarmos a cultura popular negra do Brasil, colocando-a em seu devido lugar de destaque!

Axé e paz para todos!

Carlos Ujhama - diretor da AFROSSá Cia Contemporânea de Intervenção Urbana.

Comentários

  1. Olá Carlos Ujhama, gostaria que foi muito gratificante o processo que fizemos em Paulo Afonso, tenha certeza que o que foi passado será utilizado em nossos processos artísticos. E que as energias da cidade possam possibilitar novos processos.

    Um grande abraço.

    Jairo Varjão

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela parceria, Jairo!
    Utilizem as informações com sabedoria, pois o que foi apresentado é para ser usado por todos voces.
    Paz na vida e sucesso sempre!

    Ujhama.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

OS PRETOS NÃO LÊEM!

Sociedade: OS PRETOS NÃO LÊEM! em 22 de Março de 2007 - 09:56 Linux - USA O lado triste deste artigo é que a sua essência é verdadeira. De fato, a verdade dói! Eu espero que isso possa criar uma motivação para que mais “pretos” não somente no senso étnico, identitàrio, cultural, religioso, filosófico, econômico, educacional, político, empresarial, artístico e todos os outros sentidos possam ir para frente, fazendo progresso reais. Carlos Ujhama – AFROSSà Cia. De Danças Populares da Bahia. - Chris Rock, um comediante negro disse, "os pretos não lêem". Não deixem de ler esse artigo é muito interessante. Para muitos dentre vós que escutaram o artigo que Dee Lee léu uma manhã nas ondas de uma estação de rádio de NY. Para os que não escutaram, este artigo toca profundamente. Um artigo pesado e escrito por um caucasiano (um branco). - Os negros não lêem e continuam a ser nossos escravos. Nós podemos continuar a escolher proveito dos negros sem esfo

Ano Novo, novas intenções!

Agradecendo ao que nos foi oferecido pelo universo, no ano que passou e, seguro que toda caminhada começa com o primeiro passo, continuamos a nossa afirmação como um ponto de referencia para as artes cenicas de matrizes africanas e afro-brasileiras. A nossa restrospectiva nos porta à um ano de fortalecimento e amadurecimento! Questões que nao gostaria de explicitar aqui, uma vez que nao háveria a oportinudade de confrontar com a classe artistica que nos segue e tanto colabora com esse projeto. O Moviemto Cultural Afro Brasiliero despedi-se da Europa, a nivél intelectual, pois, percebemos que o necessario a ser feito deve e precisa ser feito em solo brasileiro, para brasileiros. Estudiosos, pesquisadores, bailarinos, atores, musicos, etc. A quem possa interessar!! E, para começar-mos, manteremos os nossos seguidores informados das ações e realizações desses construtores: os pioneiros na perpetuação de uma linha de pesquisa, desenvolvimento e ação sobre a arte e movimento das matri

PROJETO SEXTA EM MOVIMENTO, APRESENTA:

AFROSSà - Dança e técnica afro Soteropolitana. Onde: Escola de Dança da FUNCEB Dia: 23 de abril Hora: das 10:20 as 12:50 Sala: 1 Inserida dentro da carga horária do Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Dança, esta ação tem como principal intuito propiciar aos alunos, professores e comunidade interessada experiências que contribuam para a formação em dança e áreas do conhecimento correlatas. Trata-se, portanto, de um espaço de troca e construção coletiva de saberes baseado em atividades como: seminários, simpósios, palestras, conferências, debates, exposições, aulas, workshops, oficinas, apresentações e bate-papos. A AFROSSà, ou a dança afro Soteropolitana é um desenvolvimento de pesquisa em dança baseado nas movimentações de matrizes africanas, indígenas e européias constitutivamente, dentro do âmbito profissional, técnico, popular e acadêmico da cidade de Salvador, iniciado com a chegada do professor Clady Morgan – EUA e, obtendo desenvolvimento local at